Images

Não somos um país rico senhores doutores.

Não quero que esta seja uma postagem contra a classe médica, que não o é. Aliás, a classe médica é um dos mais importantes pilares de uma sociedade que seja digna desse mesmo nome... sociedade.

Mas pelos vistos em Portugal as doenças só podem aparecer de segunda a sexta... até às 17:30, porque a partir daí não há médicos de todas as valências para salvar quem precisa. O David Duarte teve o "azar" de ter tido um problema de saúde a uma sexta-feira, e por isso não teve a devida assistência porque a equipa de médicos estava no seu fim de semana e não ia trabalhar porque o Estado não paga o suficiente para trabalhos de fim de semana.

Ganhou o dinheiro... perdeu o paciente... ahhh, e também perdeu a vida... uma vergonha.

Mas agora sim... depois disto já vão haver médicos de neurologia de prevenção ao fim de semana. Agora? Agora já é tarde... agora uma família chora uma morte por uma questão de euros.

O Estado não paga o que é devido aos médicos? Acredito que seja verdade, tanto que não há dinheiro que pague quem salva vidas. Mas não somos um país rico senhores doutores!! Os polícias não ganham o que mereciam... nem os professores... nem os militares... nem os guardas prisionais... nem os enfermeiros, etc etc. Mas quem aceita trabalhar para o Estado, para a bandeira nacional, sabe ao que vai, que não somos um país rico. E também sabe que para este tipo de profissões não há fins de semana... não há feriados... não há natais nem páscoas... nem passagens de ano... trabalha-se quando é preciso. E neste caso, foi preciso...


Não há médicos que cheguem? Abram mais vagas... baixem as médias de acesso à classe, ou acham que um aluno com média final de 17, ou mesmo 16, é um "burro" que não merece ser médico? Se calhar estes "burros" mentecaptos dariam mais valor à medicina, ao facto de serem médicos, e salvariam este jovem a uma sexta, sábado ou domingo... mesmo sendo pauperricamente mal pagos. 

Não somos um país rico senhores doutores... mas doentes, esses, há a toda hora e todos os dias... será pedir muito que sejam aquilo que tanto gostam de mostrar que são, e com todo o mérito, médicos.

1 comentários:

Gostei do teu manifesto.Desculpa-me a simplicidade nas palavras e no tratamento. Todos somos portugueses e todos deveres e também direitos, mas de à uns tempos a esta parte têm-se difamado os F.Públicos. Têm sido sistematicamente afastados, sobrecarregando os que ficam.
Neste País até mandaram os nossos jovens emigrar. E vímo-los sair de lágrimas nos olhos. Aqui não havia esperança.
Depois vieram dizer que os mais velhos são uma peste grisalha que comem e não produzem...Mas estes já não podem emigrar...

Afinal o que faz um país mais próspero? São os políticos arrogantes?
Os que delapidaram o erário público ? Os que andaram a desviar fundos e a favorecer os amigos????