Images

Não senhor Américo Amorim... o rico sou eu! Eu é que sou o mais rico cá do burgo!

O senhor Américo Amorim, vulgo rei da cortiça, teve uma bela frase na semana passada. O senhor mais rico do país, 132º do mundo, com uma riqueza de 2,6 mil milhões de euros disse para toda a gente que: "Não me considero rico, sou trabalhador".

Ok... que posso eu dizer em relação a isto? O senhor até pode ser trabalhador, e disso eu não duvido nada... mas mente quando diz que não se considera rico! Ou será que ser rico implica não ser trabalhador, se calhar é mesmo isso e viria explicar muita coisa. Mas pensando bem ele até tem razão... ele não é rico... ele é muito rico... bilionário!


Senhor Américo Amorim... eu posso dizer... "Não me considero rico, sou trabalhador". Olhe meu senhor... tenho um apartamento em segunda mão que só consegui comprar recorrendo a um empréstimo durante 267 anos... tenho um Opel Corsa com 11 anos a GPL para evitar ser constantemente roubado pela Galp, sim aquela empresa em que o senhor tem participações, tenho um emprego a 175 kms da minha residência o que me obriga a pagar mais uma renda chamada portagens e SCUTS... ou então seguir pelas estradas nacionais e ter que pagar pneus e amortecedores novos de dois em dois meses tal é o estado das estradas. E nem posso dizer que esteja mal... pelo que vejo por aí até nem estou mal de todo.

Pois é... meu senhor... não brinque com o Zé Povinho... o senhor não é rico... o senhor é bilionário! Se foi fruto do seu trabalho, tudo bem, ninguém lhe pode tirar o mérito... mas não venha dizer que não é rico. Se o senhor não é rico... quem será? Eu??? Olhe... eu também sou trabalhador e não o 132º mais rico do mundo!

Para a próxima que sair da sua casa (caixa forte) para dizer estas coisas... pense que perdeu um excelente oportunidade de estar caladinho! Vá lá... volte lá para o seu trabalhinho e dê lá uma esmolinha aos pobrezinhos como o senhor. 

Se os ricos não tratarem dos pobres... um dia os pobres tratarão dos ricos. Para bom entendedor...

5 comentários:

Borboleta disse...

Mas a verdade é que algumas pessoas ganham muito dinheiro e nunca sente-se ricas, especialmente se nasceram pobres. Conheço casos assim... Mas também há o reverso da moeda, que é muito pior, aqueles em que a riqueza lhes sobe a cabeça e a modos que ficam avariados da moleirinha! Só vêm dinheiro e luxo à frente e esquecem-se que o mais importante da vida nem o dinheiro consegue comprar.

Joana Santos disse...

Metam uma rolha a esse senhor... ou então duas... por favor haja paxorra!!!

Américo Amorim disse...

Olhe Filipe eu não sou rico...rico é quem tem saúde e eu tenho pé-de-atleta, hemorróidas, calvice, etc. Você não devia queixar-se pois é dos poucos Portugueses que tem o prazer de ter um F-16 que quase nem eu com a minha fortuna consigo comprar, não me venha com merdas...

Malena disse...

O problema é que os pobres e os remediados andam de cabeça muito baixa!! Este Sr. é BURRO!

Luisinha disse...

Pois, pois. O sr até tem razão, tadinho, ele não é rico... é podre de rico!!! Se enriqueceu do trabalho... não sei, mas que deve ser um cérebro, lá isso deve!!! Ninguém lhe pode tirar esse mérito!!